Praia Fluvial Ponte Velha – Cabreira – Góis

A praia fluvial da Ponte Velha, na aldeia da Cabreira na freguesia de Cadafaz, no concelho de Góis foi requalificada e agora está com uma zona fluvial de excelência, com uma envolvente histórica como é o caso da Ponte Velha da Cabreira ali ao lado e as casas de Xisto.

Saiba a previsão do tempo para os próximos 7 dias na praia fluvial Ponte Velha Cabreira á direita.

Praia Fluvial Ponte Velha

Tem agora várias infraestruturas de apoio a zona balnear tais como:

Infraestruturas das Praia da Ponte Velha

  • Zona Balnear sem Vigilância
  • Zona de banhos com varias profundidades e extensa
  • Temperatura média da água a rondar os 17º
  • Café/Roulotte Portus Street Food (servem bifanas, hambúrgueres, pregos no pão, tabuas de presunto, queijo ou mistas, moelas, entre outros)
  • Zonas de saltos para a água
  • WC (em casa de xisto)
  • Parque de Merendas com churrasqueira coberta e ponto de água
  • Mesas de piquenique de madeira
  • Parque de Estacionamento (15 lugares +1 lugar para veículos de emergência e + 2 lugares para pessoas com mobilidade reduzida). Pode estacionar autocaravanas
  • Parque de Merendas da Ribeira do Lagar
  • Permite animais
  • Percursos pedestres ao redor
  • Percurso pedestre Trilho Vale do Ceira (mais info abaixo)
  • Ponde Velha da Cabreira, uma ponte com mais de 800 anos
  • Conjunto com lagar de azeite de varas, tulhas, moinho de rodízio
  • Envolvente do vale do rio Ceira com árvores, arbustos, plantas e vida animal
  • Casas de Xisto
  • Restaurante Tranca da Barriga localizado no centro da aldeia

Praia Fluvial Ponte Velha - Cabreira

Aldeia da Cabreira

Esta aldeia situa-se na margem direita do rio Ceira com construções em xisto e terrenos férteis. Tem dois cafés e um restaurante: café “O Salvador” na estrada principal, a esplanada “Sonho da Juventude” (no cimo de um muro de xisto, permitindo assim uma vista por toda a povoação) e o restaurante “Tranca da Barriga” (no coração da aldeia, entre casas de xisto e ruas estreitas). As Minas de volfrâmio foram o ex-libris econômico desta localidade na década de quarenta do século passado… muitas pessoas trabalhavam nestas minas. A casa do Castelejo pertencia a esta exploração, sendo a casa dos capatazes.

Aldeia de Cabreira

A antiga escola primária da aldeia que chegou a ter mais de 40 alunos, foi reconvertida como núcleo museológico. Um espaço que merece a visita. No lugar da ponte velha da Cabreira situa-se o local mais encantado de todos: um conjunto com lagar de azeite de varas, tulhas, moinho de rodízio e ponte oitocentista, que ainda funcionam de forma artesanal. Todo o vale do rio é um excelente refúgio de árvores, arbustos, plantas e vida animal. Pode dar um mergulho na Ponte Velha da Cabreira ou na Praia Fluvial Cabreira no Poço do Oirão (Ponte Nova da Cabreira), zonas balneares que funcionam no verão.

Vídeo da Praia Fluvial da Ponte Velha e envolvente – Cabreira

Localização da Praia Fluvial da Ponte Velha – Cabreira

Vindo de Góis pela Nacional 2 siga pela M543 em direção a Folgosa/Cadafaz/Tarrastal/Vale do Ceira no corte ao lado dos Bombeiros de Góis. Depois aprecia a paisagem verdejante até a aldeia de Cabreira. Atravesse a aldeia e chegará a Praia Fluvial da Ponte Velha. As coordenadas GPS são: 40.141691, -8.066378 ou 40°08’30.1″N 8°03’59.0″W. Abaixo o mapa:

Imagens da Praia Fluvial do Ponte Velha na Cabreira

Zona Fluvial da ponte VelhaParque de merendas da Praia Fluvial da Ponte Velha
Casas de Xisto na Praia Fluvial da Cabreira
Rio Ceira
Zona Fluvial da Ponte velha na Cabreira
Casas de Xisto na Cabreira
Acesso á praia fluvial da ponte Velha
Acesso em paralelos á praia fluvial da ponte Velha
Vista do Rio
Zona fluvial
Casas com telhados de ardósia
Local não vigiado
Praia fluvial da Ponte Celha com casas de Xisto e telhados de ardósia
Zona de banhos da Praia Fluvial da Ponte Velha Cabreira
WC de Xisto
Casas de banho em Xisto
Margem direita do Rio CeiraMargem direita do Rio Ceira na praia fluvial em terra batida
Corda para saltos
água a 17º
Torneira de água
Churrasqueiras cobertas
Percursos pedestres
Rio Ceira na Praia da ponte Velha
escrita em pedra

Portus (Street Food)

Provavelmente o melhor prego em pão do mundo!!!
Portus
Roulotte do Portus Street Food
Parque de Merendas
Venda de sacos
Ementa do Portus Street Food
Projeto financiado
União das Freguesias de Cadafaz e Colmeal
Parque de Estacionamento
Praia sem vigilância

Trilho do Vale do Ceira

DESCRIÇÃO GERAL DO PERCURSO

Sendo o trilho do vale do Ceira 1 um percurso circular, poderá iniciá-lo na Ponte Velha da Cabreira, aldeia de Candosa ou Sandinha, onde vai encontrar painéis informativos. Se iniciar na Ponte Velha da Cabreira (local com bastante interesse paisagístico, com lagar, moinho, tulhas e ponte], passe a ponte virando depois à esquerda. Mais à frente, junto a uma alminha tem um espetacular miradouro sobre o lugar da Ponte Velha da Cabreira.

Passe pelos soutos centenários, subindo em direção à Aldeia de Cadafaz. No Cadafaz (Largo Santo António’, encontra um painel/ leitor de paisagem, sobre as antigas minas de volfrâmio e as principais elevações da região. Veja também o caminho a seguir e a história do Cadafaz. O Cadafaz é uma aldeia deslumbrante. Atravesse as suas ruas estreitas com construções em xisto e visite o parque de merendas dos Portos. Depois de o conhecer, regresse ao trilho, onde começa a descer até às Pocariças, um lugar desabitado. Um pouco mais à frente encontra o moinho e a ponte da Piçarra.

Suba pelo caminho à sua direita, sem atravessar a ponte. Vai passar por um antigo pontão sobre uma linha de água. Já no estradão, terá um miradouro natural sobre a Foz da Fonte (Cortada em túnel sobre o rio Ceira), onde tem uma variante que permite reduzir o percurso passando pela Sandinha ou seguir em frente em direção à aldeia da Candosa. Chegando à Candosa, aproveite para visitar a aldeia, conhecendo o percurso até ao moinho, visitando o lagar de azeite e a própria aldeia com construções tradicionais. Atravesse a ponte nova, virando à esquerda e passando num lugar designado por Candosa Velha. O percurso passa mais à frente pela Foz da Fonte (Cortada do rio Ceira em túnel), local único do rio Ceira.

Atravesse a Sandinha e siga o percurso até ao final da caminhada, passando por antigos palheiros, alminhas e casas. Antes do final, pode ainda visitar um açude, local de uma antiga serração de madeira movida a água.

Património natural

Este percurso estende-se ao longo do vale do Ceira, entre a Cabreira e a Candosa. E um vale com vegetação autóctone nas encostas e uma deslumbrante e diversificada galeria ripícola, onde se encontram espécies de fauna e flora importantes para as atividades tradicionais dos habitantes, como os carvalhos, castanheiros, cerejeiras, oliveiras, pinheiros e sobreiros e nas zonas mais húmidas os amieiros, azereiros, azevinhos, freixos, loureiros e salgueiros. Relativamente à fauna, mesmo que não observe os animais, encontrará vestígios da presença de esquilo, javali, raposa e se estiver atento e não fizer muito barulho poderá ter a sorte de ver a lontra no rio Ceira. Neste rio predominam três espécies de peixe: a truta-fario (salmo trutta fatio), o barbo (barbus bocageiJ e a boga (Iberochondrostoma lusitanicumi.

Ao longo de todo o percurso vai encontrar construções em xisto. Estas eram utilizadas como currais para animais ou palheiros. Porque estão longe das aldeias, serviam também de habitação sazonal para que as populações cultivassem os terreno que possuíam longe das habitações fixas. q Vai puder observar o domínio do homem sobre a natureza: muros de sustentação dos lameiros, levadas, rodas de rega, onde foram artificializados os cursos de água para assim disporem de terrenos planos para a agricultura – um dos casos mais emblemáticos são as cortadas nos rios e ribeiros.

Trilho do Vale do Ceira

Pontos de interesse

  1. Ponte Velha da Cabreira e Lagar de Azeite
  2. Alminha após a ponte
  3. Aldeia do Cadafaz
  4. Portos (Cadafaz)
  5. Lugar das Pocariças
  6. Ponte e Moinho da Piçarra
  7. Pontão tradicional
  8. Variante (Via Foz da Fonte)
  9. Azereiro
  10.  Moinho e levada (Candosa)
  11.  Lagar de Azeite (Candosa)
  12. Aldeia da Candosa
  13. Candosa Velha
  14. Cortada da Foz da Fonte
  15. Alminha
  16. Aldeia da Sandinha
  17. Antiga serração movida a água

Percurso Pedestre - Trilho do Vale do Ceira

Código de Conduta

  • Seguir somente pelos trilhos assinalados;
  • Cuidado com o gado. Embora manso não gosta da aproximação de estranhos ás suas crias.
  • Evitar barulhos e atitudes que perturbem a paz do local;
  • Observar a fauna ã distância, preferencialmente com binóculos;
  • Não danificar a flora;
  • Não abandonar o lixo, levando-o até um local onde haja serviço de recolha;
  • Fechar as cancelas e portelos;
  • Respeitar a propriedade privada;
  • Não fazer lume;
  • Não colher amostras de plantas ou rochas;
  • Ser afável com os habitantes locais, esclarecendo quanto à atividade em curso e às marcas do PR
Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.