Praia Fluvial de Vila Cova, Seia – A água da Serra da Estrela

5.00 avg. rating (98% score) - 5 votes

Vila Cova à Coelheira fica localizada em pleno parque natural da Serra da Estrela e por isso as águas da sua magnifica praia fluvial em que a sua requalificação foi terminada em 27 de julho de 2013, são de excelente qualidade e límpidas, mas também bastante frias. A praia é vigiada e as suas águas e a zona de banhos tem areão no fundo.

Esta é mais uma praia fluvial do Rio Alva que percorre esta zona da Serra da Estrela e que passa por esta freguesia. O acesso depois de chegar a Vila Nova à Coelheira tem que se ir por uma  estrada de paralelos e passar uma ponte Romana para ter acesso ao parque de estacionamento. Aqui é preciso ter atenção pois só passa um carro de cada vez (exceto alguns sítios que dá para se arrumar).

praia fluvial vila covaTambém ao lado da Zona Fluvial está o Parque de Campismo de Vila Cova à Coelheira

Aqui tem a lista completa de Infra-Estruturas da Zona de Lazer de Vila Nova à Coelheira:

  1. Praia Vigiada
  2. Parque de Estacionamento / Parque estacionamento adaptado
  3. Bar/Restaurante (Bar da Praia de Vila Cova)
  4. Posto Primeiros Socorros
  5. WC e WC Adaptado
  6. Parque de MerendasParque de Merendas de Vila Cova com Sombra
  7.  Churrasqueira
  8. Sombra
  9. Ponte Romana
  10. Água Potável (Fonte Abílio Quadros)
  11. Acesso Rampeado á àgua
  12. Parque Infantil
  13. Ecoponto
  14. Não é permitido animais de estimação
  15. Parque de Campismo
  16. Campo de Volei de praia (o piso é em areão)

Zona de Banhos da Praia Fluvial

Bar da Praia de Vila Cova á CoelheiraComo é qualquer praia é essencial o respeito pelas regras, por isso aqui tem o código de conduta da Praia Fluvial de Vila Cova á Coelheira

As praias fluviais são espaços públicos de lazer e recreio, onde se pretende que todos os utilizadores usufruam de tranquilidade e possam desfrutar das potencialidades do espaço. A correta utilização deste espaço público de acesso não condicionado obriga a que todos os que o frequentam obedeçam a regras simples que garantem a não conflituosidade.

Mapa da Localização da Praia Fluvial de Vila Cova á Coelheira

As coordenada GPS da localização da Praia fluvial de Vila Cova são: 40.379010, -7.735157. Para encontrar o local é só seguei as placas em direção á Vila Cova é Coelheira e depois já tem indicações da praia fluvial que fica localizada depois da pointe Romana na Rua da Moita do Pedro. Aqui tem o mapa:

Vídeo sobre a Praia Fluvial de Vila Cova á Coelheira

Para que todos os utentes da Praia Fluvial de Vila Cova, possam ver satisfeitas as suas expectativas, contamos consigo para cumprir as seguintes regras:

  • A praia está dividida em área de banhos, solário, bar e outras estruturas de apoio. Deve respeitar esta delimitação e evitar desenvolver atividades diferentes daquelas para as quais cada espaço foi criado.
  • Nesta praia existe nadador-salvador. Deve respeitar e cumprir as suas informações/indicações.
  • Não é permitida a entrada na área de praia de animais de companhia, mesmo quando estes são conduzidos port rela.
  • Não é permitida a circulação de veículos, de qualquer natureza, dentro da área da praia.
  • Não é permitido acampar dentro da área da praia.
  • Não é permitido fazer fogo dentro da área da praia.
  • Estão disponíveis no painel informativo os horários e área de actuação do nadador-salvador.
  • Existem na área da praia equipamentos para a deposição seletiva de resíduos. Colabore ao separar os resíduos.
  • Existe nesta praia uma cadeira anfíbia que deve ser utilizada segundo as indicações do nadador-salvador.
  • Em caso de acidente ou incidente deve contactar para os números de telefone das seguintes entidades: • Número Europeu de Emergências: 112 e Proteção Civil de Seia: 238 312112 • Bombeiros Voluntários de S. Romão: 238 310 220 • GNR – destacamento de Sela: 238 310 300
    ou a Junta de Freguesia de Vila Cova à Coelheira: 238 393 605 ou E-mail: fregvcoelheira@sapo.pt

Imagens da Praia Fluvial de Vila Cova

Praia Fluvial de Vila Cova
Mapa zona de Lazer de Vila Cova

2 Nadadores salvadores

Zona Verde
Ponte Romana de Vila Cova é Coelheira
Vila Cova é Coelheira
Zona Verdejante da encosta da Serra da Estrela em Vila Cova é Coelheira
Fonte Abílio Quadros
Ponte Roma para chegar á praia fluvial
Rio Alva em Vila Cova
Campos verdejantes em Vila Cova
Parque de Estacionamento
Zona de Banhos da Praia Fluvial
Areal da Praia Fluvial de Vila Cova
Zona Envolvente da Praia Fluvial de Vila Cova
Chegada á praia na Ponte Romana
Entrada e informações
Placa da Requalificação
Placas Informações da Praia FluvialRampa acesso á água para discapacitados
Ponte Romana de Vila Cova à Coelheira, Seia. Ponte sobre o rio Alva datada do século XVII
Água limpinha do Rio Alva
Praia Vigiada
Açude da Praia Fluvial
Caminho Terra
Mesas Merendas em Pedra
Churrasqueira junto á Praia Fluvial de Vila Cova
Fonte de àgua junto ao parque de merendas
Mesas parque de merendas com churrasqueira
Parque de Volei da Praia Fluvial de Vila Cova
Parque de Merendas de Vila CovaParque de Merendas de Vila Cova com SombraParque de Merendas de Vila Cova com Sombra e bar
Bar da Praia Fluvial da Vila CovaWC e Bar
Cadeira Anfíbia
chuveiro junto á praia fluvial
Bar da Praia de Vila CovaHorario de Funcionamento do Bar da Praia de Vila Cova
Bar da Praia de Vila Cova á Coelheira

Interior Bar da Praia de Vila Cova á Coelheira

 Placa Vila Cova é Coelheira , campismo e praia fluvial
Placa Freguesia de Vila Cova
Acesso á praia fluvial por estrada de paralelos

Mais CentroIPAC

Como a praia fluvial está numa zona de grande vegetação tem muita fauna e flora para explorar, aqui tem alguns exemplos que pode encontrar na zona.

ENQUADRAMENTO BIOFÍSICO  GALERIAS RIBEIRINHAS

ENQUADRAMENTO BIOFÍSICO GALERIAS RIBEIRINHAS

As galerias ribeirinhas são formações vegetais que acompanham as margens dos rios e ribeiras, estabelecendo a transição entre os meios aquáticos e terrestres. Nas etapas evoluídas estas comunidades apresentam urna vegetação estruturalmente complexa, onde os estratos herbáceos, arbustivo e arbóreo estão representados e em equilíbrio.

Estas galerias desempenham um conjunto de funções essenciais à manutenção dos habitats e da biodiversidade ribeirinha. Contribuem para a estabilidade das margens e para a regulação de caudais, diminuem o assoreamento nos setores a jusante e realizam uma função depuraciora, assegurando a qualidade da água. Proporcionam abrigo, recurso alimentar e locais de reprodução para numerosas espécies animais, tanto terrestres como aquáticas, constituindo ainda, uni meio de dispersão e migração para várias espécies de fauna e flora.

Na praia fluvial de Vila Cova, em consequência de represamento a montante da água do rio Alva, o leito espraia-se permitindo a formação de solos mais profundos. Neles se estabelecem comunidades mais complexas e exuberantes. Nos solos aluvias, periodicamente inundados, mas bem drenados, instalaram-se galerias de amieiros (Alnus glutinosa), marcando presença-ainda os salgueiros (Salix spp.). No estrato arbustivo destacam-se espécies como o sabugueiro (Sambucus rugra), o pilriteiro (Crataegus monogyna) e o sanguinho (Frangula &nus), que são acompanhados por herbáceas características de meios húmidos como o olho-de-gato (Pentaglottis semprevirens) e Míosotys sp..

Os amiais e salgueirais são habitas de interesse comunitário, que além do seu valor intrínseco, suportam várias espécies de plantas e animais consideradas prioritárias para a conservação a nível europeu. Nestes bosques, dada a abundância abrigos e de recursos alimentares, a fauna é rica e diversificada constituindo um habitat importante para mamíferos, aves, anfíbios e um número elevado de invertebrados, em particular insectos. Destacara-se a lontra (Lutra lutra), a toupeira-d’água (Galemys pyrenaicus) e um número significativo de micromamíferos e morcegos de hábitos arborícolas.

Na avifauna são frequentes, os pica-paus e passeríformes florestais como os chapins, as trepadeiras e o gaio (Garrulas glandanus).

Nos solos mais húmidos são abundantes anfíbios como a rã-ibérica, a salamandra-de-pintas-amarelas (Salamandra salamandra) e a rara salamandra lusitânica (Chioglossa tusitanica).

Os ambientes aquáticos suportam uma fauna que inclui um número muito relevante de espécies, protegidas por convenções internacionais, directivas comunitárias e legislação nacional. Entre as espécies mais características referem-se o tritão marmoreado (Trtturus marmtwatus) e a rã-ibérica (k iberira), a cobra-de-água-viperina (Natrix maura), o lagarto-d’água (Lcerta schererberr), a garça-real (Ardeu cinereo), a alvéola-cinzenta (Motacilla onerue), o melro-d’água, a lontra (Luzia loira) e a toupeira-d’água (Galemys pyrenoieush um endernismo exclusivo do noroeste peninsular e que possui um estatuto de conservação ameaçado.

A fauna piscícola é pobre estando representada apenas peta truta-do-rio – (Salmo trut tafano) e pelo barbo-do-norte (Barbas botayel).

 

Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *