Praia Fluvial Selvagem de Água Santa da Morena – Mértola

5.00 avg. rating (95% score) - 1 vote

Praia Fluvial da MorenaÉ pelas águas da Ribeira de Oeiras que apareceu este pequena zona balnear debaixo da ponte com uma água cristalina e um silêncio puro do Alentejo.

A localização não é fácil chegar lá pois fica numa estrada secundária que liga Mértola a Castro Verde. Mais á frente da Localidade de Namorados aparece Água Santa da Morena. Esre local é ideal para quem quer passar um dia só com a família e mais ninguém pois como é exulado ninguém cá vem.Praia Fluvial de Água Santa da Morena

Pode fazer um de piquenique pois tem duas mesas de parque de merendas e nadar nas águas termais.Estas são as águas mais famosas do concelho, a água sulfúrea nasce espontaneamente conhecida pelas suas características terapêuticas para tratamento de doenças reumáticas. Testes ao longo dos anos demonstram que as águas mantém as suas características inalteradas.
Do outro lado da ponte tem á venda uma moradia que outrora faziam parte um centro de tratamentos e banhos, onde os utentes podiam ficar alojados e disfrutar de todo o envolvente. As coordenas GPS são: 37.641679, -7.746665

Descobrir o Itinerário da Água Santa da Morena

Este itinerário privilegia a interpretação da paisagem que o rodeia e, por exemplo, a descoberta do “polvorinho”, uma casinha isolada no alto do cerro e que servia para guardar a pólvora usada para fazer explodir rocha, um testemunho da época em que neste local se exploravam minas a céu aberto, à procura de minério, nomeadamente sulfato de bário e manganês.

Outro encanto deste itinerário – que é feito sempre junto à ribeira de Oeiras – é a diversidade de fauna e flora que se pode encontrar. No caso das aves os abelharucos (Merops apiaster), guarda-rios (Alcedo atthis), rouxinol-bravo (Cettia cetti), estorninhos (Sturnus vulgaris) e os chapins-rabilongos (Aegithalos caudatas).
Nos mamíferos as Lebres (Lepus europaues), os Coelhos (Oryctolagus cuniculus), a Lontra (Lutra lutra) e o Javali (Sus scrofa). Em termos de vegetação pode-se observar o zambujeiro (Olea europea), o loendro (Nerium oleander), o junco (Juncus sp.), a Erva de São Roberto (Geraniun Robertianun), a Margaça ou Macela (Helichrysum stoechas), o Marroio (Marrubium vulgare), a Soagem (Echium vulgare), o Gaimão (Asphodelus mosus) e as Silvas (Rubus ulmifolius).

Vídeo da Zona

Imagens da Praia Fluvial e do Itenerário

 

Tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *